Thursday, June 21, 2007

Horse riding in Wales...


Mais uma vez, após longa espera, vamos retomar os posts neste blog. Há quem pense que nós estamos perdidos mesmo aqui na terra da Rainha! Tão perdidos que nem conseguimos encontrar um computador para postar...

No início de fevereiro deste ano fizemos uma viagem para Wales (isso mesmo, o País de Gales). Passamos o final de semana com alguns amigos da igreja conhecendo este pedaço Oeste da ilha. Wales faz parte do Reino Unido, mas lá ainda se fala o idioma Welsh, de origem celta, além do inglês. O símbolo de Wales é aquele dragãozinho vermelho que está na bandeira.

No sábado bem cedo pegamos o ônibus em London Victoria e seguimos direto para as Black Mountains, um parque nacional que fica no centro de Wales. A paisagem da região é muito bonita mesmo no inverno. E olha que o começo de fevereiro é considerado uma das épocas mais frias por aqui. Mesmo assim, fomos fazer uma cavalgada na região montanhosa de Talgarth. Imagine montanhas onduladas com terra bem preta e grama verde formando pasto para pequenas fazendas de ovelhas. Pequenas casinhas de pedras com xícaras de chá e chaminés fumegantes, mas com BMW na garagem!

A grama úmida e fofa com a terra preta formam uma lama espessa que encobre os cascos dos pobres cavalinhos. Pobres nada!, eles vivem em um verdadeiro resort! A baia mais parece um spa! Se eu fosse um cavalo, queria ser cavalo neste lugar. Bem tratados, escovados toda manhã, ração balanceada e um exercício leve carregando o povo da cidade para passear no pasto. Isso que é vida boa! Os pangarés lá da roça não podem ficar sabendo que este lugar existe. Mesmo andando em fila indiana, o passeio foi excelente para apreciar a paisagem da região.

Chegamos na pequena cidade de Hay-on-Wye na hora do almoço. Outra cidade medieval com castelos e mais construções de pedra. Porém, o mais interessante do local é o comércio de livros usados. A cidade é considerada o maior sebo do mundo! Desde seus tempos de vila os viajantes passavam por lá para vender e comprar livros. Hoje, todas as porta disponíveis têm uma banquinha de livros e ainda há um projeto para transformar o principal castelo no Museu Internacional dos Sebos! Interessante também que a maioria destas bancas não tem vendedores. Há somente uma caixa de madeira onde você deposita o dinheiro pagando pelos livros que escolheu. Terminamos o dia por lá e, assim que escureceu, seguimos para o nosso hotel em Swansea, uma outra cidade ao sul na beira do canal. O hotel tinha uma piscina aquecida e a Lilian finalmente pôde relaxar as pernas...

No dia seguinte, seguimos logo cedo para Cardiff, a capital de Wales. Uma cidade muito bonita e movimentada que tem um castelo bem conservado no centro. A cidade medieval cresceu ao redor do castelo que é hoje a principal atração turística do local. A segunda é o Millennium Stadium, o Morumbi do rugby daqui! E exatamente neste dia a cidade estava completamente lotada de torcedores para um dos jogos mais importantes da copa de rugby: Wales vs. Ireland. Próximo da hora do jogo a multidão, que passou o dia todo nas ruas, começou a se dirigir para o estádio como uma nuvem de gafanhotos atrás do gramado. Nela, havia tanto Welsh quanto Irish; homens, mulheres e crianças pintados e cantando lado a lado. Todos fazendo piadinhas dos adversários, mas se divertindo num clima de festa sem nenhum sinal de hostilidade.


No final da tarde seguimos para a última parada no Chepstow Castle que começou a ser construído em 1067! Chegamos em London na noite de domingo sem ter aprendido nenhuma palavra em Welsh, ou melhor, apenas uma: o nome do país Wales em Welsh é Cymru (pronuncia-se “kamri”).

Vamos à descrição das fotos: A torre do relógio fica numa pracinha de Hay-on-Wye; depois algumas fotos na cavalgada; Guto na entrada do Castelo-Sebo; duas fotos em Cardiff e uma terceira mostrando o contraste entre o castelo e o estádio ao fundo; uma mocinha perdida que salvei em Chepstow; e ela matando a saudade do Brasil por telefone. Este post inaugura uma novidade no blog: agora você consegue ver o nosso mapa e identificar os locais narrados no texto. A viagem para Wales está marcada pelos pontos em vermelho.

Horse riding
Wales
03/02/2007


3 comments:

Sheilocas said...

Já estava com saudades, e já ia cobrar um update básico. Sabia que indico seu blog aos meus alunos? hehehe.. Eles amam!!
Estou com muitas saudades. Quem sabe em breve eu consiga ir ver vcs. Queria estar incluida entre "as meninas" que o Leo levará :)
Vcs são sempre lembrados em nossas orações.
Bjo no coração dos dois.
Saudades...
Muitas...

Lourdes said...

Sabem que quase todos os dias eu entro no seu blog pra ver se há novidades? Estava demorando; já estava sentindo falta...
E agora está melhor ainda...com mapas! Que sofisticação!É... vocês são mesmo especiais...
Que o Senhor continue a abençoá-los
grandemente...vocês estão em nossos corações...
um grande abraço,

tia Lourdes

AndreMartin said...

Dizem que falar uma língua celta não serve pra nada... Mas eu acho TÃO interessante!
Na Irlanda, também se diz falar Irish (igualmente celta na origem), e quase todas as placas nas estradas são bilingües, mas 90% da população só fala inglês mesmo (chegam a ter noção na escola, mas tá mais pro nosso latim).